Comedians

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

[ENTRETENIMENTO] Filme brasileiro "O Corpo em Terapia" conquista o "LAIFF Awards"




Com orçamento de US$6 mil, produção foi escolhida como "Melhor Longa Estrangeiro"

A filme "O Corpo em Terapia", produzido no Brasil com orçamento de US$6 mil pela Araruna Filmes e RB6 Produções conquistou o LAIFF Awards - Los Angeles Independent Film Festival Awards, um dos mais renomados festivais de cinema independente do mundo, na categoria "Melhor Filme Estrangeiro. A diretora do longa, Márcia Paveck, também conquistou o prêmio de Melhor Direção.  

O documentário mostra uma jornada de cura e autoconhecimento através da arte e da consciência corporal, que dispensa o uso de medicamentos, pois a superação de cada caso vem da força interna de cada um. 

Além do LAIFF Awards, "O Corpo em Terapia" vem conquistando outras importantes premiações, como Melhor Direção (Hollywood International Moving Pictures Awards), Melhor Documentário (Hollywood International Moving Pictures Awards), Melhor Longa-metragem Estrangeiro (Hollywood Independent Documentary Awards) e também semi-finalista do Los Angeles Cine Fest e pré-seleção do Madrid Art Film Festival.


Sobre o prêmio LAIFF Awards, a produtora executiva Niny Ring, da Araruna Filmes, acredita que o feito foi extraordinário, não só pelo budget reduzidíssimo, mas pelo engajamento de todos os profissionais que compuseram a obra. “Não é só um filme. É um milagre!”, diz. Logo após ter recebido o troféu de “Melhor Longa Estrangeiro”, ela brincou: “foi mais caro vir a Los Angeles pra receber o prêmio do que a própria produção em si”, emocionada. Para a diretora Márcia Paveck, “o filme é uma missão de vida”. 

“O Corpo em Terapia” trata-se de um documentário que fala sobre cura. São sete passos de um caminho de autoconhecimento, onde é apresentado o processo terapêutico com abordagem Corporal Transpessoal, adotado com três pessoas em um intensivo programa de reabilitação realizado durante uma semana com cada participante. “O filme documenta a transformação de Roberta, Pedro e Tania, onde o diálogo da razão com o corpo nos permite visualizar o resgate da dimensão da transcendência e o encontro com nós mesmos”, relata Niny Ring. O produtor executivo Raphael Bicesto acrescenta: "o grande diferencial do trabalho é que a diretora do filme é também a terapeuta que atendeu os três pacientes e que desenvolveu a metodologia de trabalho exercida no filme", explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares