Campanha AACD Teleton 2021

Cursos Mecânica Online

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

[BLÁDOBLEH] A saúde do Pet também começa pela boca




Confira como cuidar da saúde e higiene bucal dos animais

Muito provavelmente você já ouviu a frase “a saúde começa pela boca”. A escovação ainda é a melhor forma de prevenir doenças e oferecer uma vida mais saudável para seu Pet.

Cuidar da saúde bucal é essencial. Assim como nós os Pets necessitam de acompanhamento médico desde cedo, para garantir uma vida longa e saudável e evitar problemas e doenças graves no caminho.

E na boca estão presentes muitas bactérias que podem ser prejudiciais à saúde. E os pets têm um agravante: alguns costumam comer coisas do chão, mexer em lugares com a boca, sem saber que aquilo pode afetar à sua saúde.

“Aproximadamente 85% dos cães, acima de quatro anos de idade, apresentam doença periodontal. Portanto, uma das melhores formas de prevenção é manter a saúde bucal em dia”, explica a Dra. Maria Izabel Ribas, Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Paraná – UFPR.

Para esclarecer algumas dúvidas sobre como cuidar da saúde e higiene bucal dos animais, como “pode escovar dente de cachorro todo dia?”, “qual pasta se deve usar?”, “qualescova?”, “cachorro tem cárie?” etc., respondemos com a Dra. Maria Izabel Ribas algumas delas:

Qual a melhor frequência de escovação?

Sabemos que a recomendação dos dentistas humanos é para escovar os dentes sempre após as refeições, no mínimo três vezes por dia. Mas, e os cachorros? O ideal é escovar os dentes do seu Pet no mínimo três vezes na semana.

A escovação dental é a melhor forma de prevenir o bafo, gengivite e problemas orais frequentes nos pets como a doença periodontal. O ideal é que seja realizada com pasta de uso veterinário uma vez por dia, ou ao menos três vezes na semana.

De acordo com levantamento do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-SP), a periodontite é a doença mais frequente em pequenos animais e acomete de 70% a 80% dos cães.

Uma rotina de cuidados orais pode ajudar na prevenção da doença periodontal, e por consequência evitar infecção/inflamação oral, bafo e perda dos dentes.

Qual pasta de dente usar?

Escovar os dentes dos pets levanta outra dúvida muito pertinente nos tutores: existe uma pasta de dente feita para isso? Obviamente, não é recomendado utilizar a mesma pasta que você, pois seria prejudicial ao animal, pois ele não sabe bochechar, cuspir etc. As pastas convencionais contêm produtos que, quando ingeridos pelos pets, podem causar intoxicação e gastrite.

Por isso, a dica é procurar um creme dental veterinário, que não ofereça riscos ao animal, em caso de ingestão. A pasta veterinária é formulada sem flúor ou aditivos que possam fazer mal à saúde dos cães e gatos. Tem sabor agradável, e os pets gostam de ficar lambendo o produto enquanto seus dentes são higienizados. Isso facilita a rotina de escovação dental, pois recebem a pasta como se fosse um petisco.

Algumas marcas de medicamentos veterinários possuem uma linha odontológica e oferecem produtos como o creme dental. É importante pesquisar em pet shops, se oferecem produtos como creme dental pet.

O uso frequente do creme dental a longo prazo, previne uma série de doenças ao animal. A pasta de dente feita para animais tem sabor palatável, não precisa ser enxaguada e pode ser engolida. Além de não conter substâncias nocivas, elas podem ser complementadas com ingredientes que ajudam a desorganizar a placa bacteriana, previnem a gengivite e o mau hálito.

Um acompanhamento odontológico é fundamental para tratar os pets e aumentar a sua expectativa de vida, podendo tê-los por perto durante mais tempo. Muitos trabalhos científicos relacionam a doença periodontal com problemas em órgãos vitais como coração, fígado e rins.

“Sendo assim, prevenindo a doença periodontal estamos proporcionando longevidade e qualidade de vida aos nossos pets. A melhor forma de evitar a doença periodontal é realizar uma rotina de cuidados orais: escovação dental, uso de produtos que auxiliem no controle da placa bacteriana e visita regular ao dentista veterinário”, finaliza Ribas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares